Famosos

Carol Portaluppi (filha-musa de Renato Gaúcho) protagonizou uma cena que pode render punição ao Grêmio

Nesta semana, o Grêmio se classificou para a final da Copa do Brasil 2016 ao empatar com o Cruzeiro em casa. Carol Portaluppi, filha de Renato Gaúcho, técnico do tricolor, acompanhou a partida em um camarote. Ela se tornou um “amuleto” do time, já que, normalmente, traz sorte quando vai ao estádio. Porém uma atitude da jovem flagrada pela equipe de arbitragem no último jogo pode render uma punição para clube.

Carol entrou nas imediações do campo alguns instantes antes do apito final. Ela ficou no banco de reservas e, quando a partida terminou, comemorou a classificação com os jogadores no gramado. A entrada da filha do técnico pode ser considerada invasão, já que ela não faz parte da comissão do time gaúcho.

Thiago Duarte Peixoto, o árbitro do jogo, mencionou a ocupação na súmula: “Informo que ao final da partida, constatei a presença da Sra Carol Portaluppi dentro do campo de jogo. Cabe salientar, que após o término do jogo, fui informado pelo inspetor da partida, Sr Nelson de Souza Monção e pelo quarto árbitro, Sr Francisco Silva Neto que a referida adentrou as imediações do campo de jogo a poucos segundos do término da partida, chamada pelo seu pai, Sr Renato Portaluppi, técnico da equipe do Grêmio, sentando no banco de reservas. Não havendo tempo hábil para retirá-la pois a partida se encerrou, a mesma adentrou o campo de jogo”.

Agora o ocorrido será alvo de avaliação pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Caso a presença de Carol seja interpretada como invasão, o Grêmio pode ser punido e até perder mandos de campo.

Comentários

Mais populares

variedadez.bhaz.com.br é um canal do portal BHAZ - bhaz.com.br

To Top